FIM!!!...OBRIGADA POR TODO O CARINHO DEMONSTRADO AO LONGO DESTES ANOS...,Beijinhos"
Que Bem Cheira A Maresia

4.3.05

Assim Repousa Um Cantinho

...No principio foi o verbo...
Das folhas mortas, tortas e revoltosas,
levadas pelo vento e calcadas sem perdão,
nasce o tempo, nasce a vida... tudo morre... sem permissão...





A vida é sempre feita de chegadas e partidas.
Aos que chegaram e ficaram,
O meu carinho pela partilha,
Pelas palavras de ternura sempre deixadas.
Ficarão sempre guardados naquele cantinho
Que bate...
Umas vezes revolto,
E outras em ternas maresias
Aos que chegaram, permaneceram e partiram,
Os meus maiores desejos de felicidades.
A todos vós o meu muito OBRIGADA!

Mar revolto

***************


O poeta denegrido atravessou a rua.
Imagina.
Já imaginou?
Que tal ficou?

Vamos tentar outra vez.

O poeta amargurado olhou o autocarro.
Imagina?
Já imaginou? Que tal ficou?

A cena seguinte...

O poeta, vazio...
...desistiu... sentou-se à beira do banco
sentou-se à beira da vida.

Imagina. Já imaginou?
Que tal ficou?

A noite caiu
O poeta adormeceu.
Imagina?
Já imaginou?
Que tal ficou?

Bom, será melhor parar
com essa imaginação
porque...
olhe... sabe o que
aconteceu?
O poeta não voltou a acordar.

Mar Azul


Posted by Que Bem Cheira A Maresia :: 4.3.05 :: 0 Comments:

Comentar Aqui/

Ou aqui

-------------------------------------