FIM!!!...OBRIGADA POR TODO O CARINHO DEMONSTRADO AO LONGO DESTES ANOS...,Beijinhos"
Que Bem Cheira A Maresia

31.1.06

Vagas de Ternura




Torno a nascer
depois de ter nascido,
sem ter de morrer
embebendo-me na tua pele
entranhando-me nos teus sentidos.

Teus seixos rolam pelo meu corpo,
carícias de desejo e dor, gestos de amor, abraços benvindos,
pedaços de côr.
sou a mulher fecundada
por vagas de ternura
de um rio,
caudal obliquo e incerto,
revoltoso e voraz,
fera amansada
ao encontro do mar.

Meus olhos desabam, tuas mãos tremem,
a água cai, fluído irisado
na minha cara
do teu rio
no meu peito
do teu coração;
amar sem ter amor,
sem nada para nos darmos
na noite negra sem côr,
no vazio do silêncio,
estamos sós.

Caem pétalas de flores
no campo de batalha, no leito,
a alegria, o amor, a raiva, a dor,
noite fria sem estrelas
salpicos do rio no lençol.

Lina (Mar Azul)
Música: Air - Playground Love

Posted by Que Bem Cheira A Maresia :: 31.1.06 :: 7 Comments:

Comentar Aqui/

Ou aqui

-------------------------------------